You are browsing the archive for Rio de Janeiro.

OKBr participa de eventos no Columbia Global Center Rio, em Haia e apoia lançamento da plataforma #EuVotoPiracicaba

- November 23, 2015 in #EuVoto, brasil, colaboração, Dados Abertos, democracia digital, Destaque, Gastos Abertos, governo, Internet, okbr, ongs, Open Knowledge Brasil, orçamento público, oscs, participação, planejamento, projetos, Rio de Janeiro, sociedade civil, transparência

Durante a segunda semana do mês de novembro, a Open Knowledge Brasil teve a oportunidade de participar da reunião de trabalho “Repensando as instituições e sistemas de participação no século XXI”. O movimento emergente do encontro se dedicará a pensar democracia digital e reformas estruturais no sistema político brasileiro. A reunião, realizada no dia 11/11, teve como um dos desdobramentos a conformação de um observatório em rede sobre democracia digital. O evento foi promovido pelo Columbia Global Center Rio em parceria com o Ministério da Cultura e sua Secretaria de Articulação Institucional (SAI). A alumn de Columbia e Program Officer do Global Center Rio, Bruna Santos é parte do grupo que conta com participantes do MinC, da Secretaria Geral da Presidência, do LabRio, do Banco Mundial, da Fundação Vale, do ITS, da UFBA, da PuC -Rio e com facilitação visual do Estúdio Pira. A OKBr parabeniza e saúda o esforço da Columbia em reunir os atores dessa rede. 12232706_958350657570017_4666269818940930684_o 12182798_958350577570025_1514861513780385028_o 12248253_958350574236692_7463241300516512448_o 11204399_10205361659027216_3455073508820645991_n

Facilitação visual: Estúdio Pira / Crédito das imagens: Columbia Global Center Rio

Ainda na mesma semana, no dia 12/11, o diretor executivo da Open Knowledge Brasil, Everton Zanella Alvarenga, participou do painel “Breaking through silos” (Rompendo silos, em tradução livre) no Open Development Camp. Realizado em Haia, na Holanda, o encontro tinha como objetivo promover um diálogo aberto e compromissos claros entre ativistas digitais, ONGs tradicionais, e financiadores a fim de identificar medidas sérias para combater os principais desafios que impedem uma colaboração mais forte entre esses atores. No painel, especialistas em organizações de tecnologia cívica (Everton Zanella, OKBr) ONGs (David Saldivar, Oxfam USA) e financiadores (Lea Gimpel, GIZ.de) discutiram suas experiências na empreitada de falar para além de seus pares. Everton mediou uma mesa de discussão dos problemas enfrentados pelas organizações, antigas e novas. O mais grave deles, segundo Everton, muitas vezes é o prazo dado pelos financiadoras para a fase de incubação do projetos, a fase criativa. Ele citou o exemplo do projeto Gastos Abertos: apesar de todos os problemas, os envolvidos passaram uma grande parte do tempo entendendo o produto que iriam desenvolver. Segundo Alvarenga, os entregáveis, as visitas, a formação de comunidades, são importantes, mas mais prioritário do que isso é a construção do produto a partir do problema que se tem e, para isso, vale a pena investir tempo na mantendo um diálogo com as pessoas que estão envolvidas com os problemas: as comunidades, os pesquisadores, etc. Além do painel, Everton apresentou o projeto Gastos Abertos, que em breve terá seu lançamento oficial.
2015-11-13 10.30.07 2015-11-13 09.45.14 812337971_76644_12143393710532773371
Aproveitando sua estada na Europa, Everton organizou um encontro em Amsterdã, que contou com a presença de vários membros da rede Open Knowledge.
Na mesma semana, no dia 12/11, houve o lançamento da plataforma #EuVotoPiracicaba, que permite aos piracicabanos e às piracicabanas opinarem sobre os projetos de lei em tramitação na Câmara de Vereadores. Trata-se de uma iniciativa conjunta do Observatório Cidadão de Piracicaba e da Rede Engajado, com o apoio da Open Knowledge BrasilO programa utilizado pela plataforma é o DemocraciaOS, um software livre criado na Argentina, já presente em cidades da Espanha, dos Estados Unidos, da Finlândia, do México, da Ucrânia e lançado este ano na cidade de São Paulo pela OKBr.
Flattr this!

Hackday sobre violência policial no Rio de Janeiro

- December 10, 2014 in Dados Abertos, Eventos, hackathon, Hackday, PM, Polícia Militar, Rio de Janeiro, segurança pública, Sociedade, sociedade civil, transparência, violência

Apenas no estado do Rio de Janeiro, todo dia pelo menos uma pessoa é morta pela Polícia Militar. No Brasil, diariamente, o Estado tira a vida de centenas de pessoas, em sua maioria jovens, negros e pobres. E, sabemos, quem atira também morre. Para cada quatro vítimas da polícia, um policial foi assassinado em 2013. Neste ano, a média de homicídios bateu recorde histórico, superando países em guerra.
Fonte: Wikipedia

Fonte: Wikipedia

O vandalismo de Estado durante as manifestações ampliou este debate. Porém, apesar da multidão de Claudias, Amarildos e Douglas que aumenta a cada hora, o genocídio oficial tornou-se banal. Em sua maioria ignoradas ou, pior, estimuladas pela grande mídia, os ‘homicídios decorrentes de intervenções policiais’ encontram respaldo em falas como “direitos humanos para humanos direitos”. Para trabalhar os dados existentes sobre essa realidade e pensar em projetos com o uso da tecnologia, será realizado no Rio de Janeiro o “Hackday Violência Policial” nesta quinta-feira, 11 de dezembro, às 18h30, no Olabi, que fica na Rua Barão de Lucena, 85A, Botafogo. A ideia deste hackday é reunir pesquisadores, programadores, jornalistas, ativistas e quaisquer interessados para colocar a mão na massa, destrinchar a lógica do sistema de segurança pública brasileiro e evidenciar a urgência de mudanças. Como podemos produzir juntos ações para estimular a sensibilidade com o tema e o respeito à vida? Quem for participar, por favor, confirme a presença neste evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1553809231523002 Quem quiser enviar ideias sobre informações públicas e bases de dados que podemos utilizar ou outras atividades que podemos fazer no Hackday: https://pad.riseup.net/p/hackdayrio flattr this!

Introdução ao Jornalismo de Dados: Novo curso gratuito da Escola de Dados será no Rio de Janeiro

- November 17, 2014 in curso, Dados Abertos, Escola de Dados, Jornalismo de dados, Rio de Janeiro

(Publicado primeiro no blog da Escola de Dados) A segunda edição do curso “Introdução ao Jornalismo de Dados” acontecerá entre os dias 8 e 12 de dezembro na Escola de Comunicação da UFRJ. O curso é gratuito e faz parte do programa Partnership for Open Data (POD), uma parceria entre o Banco Mundial, o Open Data Institute e a Open Knowledge Foundation para acelerar a abertura de dados em países em desenvolvimento. As inscrições podem ser feitas a partir desta quinta-feira, dia 13 de novembro, até as 23h59 do dia 24 de novembro, por meio de formulário online (clique aqui para acessá-lo). Serão selecionados até 25 participantes e o resultado será divulgado no blog da Escola de Dados no dia 28 de novembro. Jornalistas e estudantes de Comunicação podem se inscrever. A seleção dos candidatos avaliará o grau de experiência em jornalismo e o potencial de aplicação dos ensinamentos, não sendo necessário conhecimento prévio em jornalismo de dados. O curso inclui um panorama sobre jornalismo de dados e uma apresentação das principais técnicas e ferramentas utilizadas para busca, extração, limpeza, interpretação e visualização de dados. Os alunos irão examinar projetos publicados por grandes redações do mundo todo e também partirão de projetos próprios para produzir tabelas, gráficos, mapas e diagramas usando uma variedade de softwares, ferramentas web e scripts básicos de programação. A metodologia do curso envolverá aulas expositivas e atividades em grupo guiadas pelos tutores. No total, serão 30h de atividades, divididas em cinco aulas oferecidas das 10h às 17h, com uma hora de intervalo de almoço. Ao final do curso, os participantes receberão um certificado de conclusão emitido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Entre os tutores estão Marco Túlio Pires e Natália Mazotte, coordenadores da Escola de Dados no Brasil; Rodrigo Burgarelli, repórter do jornal O Estado de S. Paulo com experiência em administração pública e jornalismo de dados; e Vitor George, desenvolvedor de software e especialista em mapas da equipe do EcoLab. Este é o segundo curso presencial oferecido pela Escola de Dados no Brasil. O primeiro acontece em Salvador, na Universidade Federal da Bahia, entre os dias 24 e 28 de novembro. A Escola de Dados é uma comunidade global que integra a rede da Open Knowledge Foundation e trabalha para capacitar organizações da sociedade civil, jornalistas e cidadãos para usar dados de forma eficaz em seus esforços para criar sociedades mais justas. Nossa missão é ensinar as pessoas a ter insights poderosos e criar histórias interessantes, utilizando dados abertos. Curso “Introdução ao Jornalismo de Dados” Realização: Escola de Dados e Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro Quando: de 08/12 a 12/12, de 10h às 17h; Onde: Auditório da Central de Produção Multimídia da Eco/UFRJ Inscrições: de 13 a 24/11, por meio de formulário disponível em: http://bit.ly/1tMWcgG Resposta aos selecionados: 28/11, no blog da Escola de Dados Imagem de capa: https://www.flickr.com/photos/madmannova/8383535541/ flattr this!